Ação “Estrelinhas” – Por Welson Gasparinivoltar

20/03/2017
Ação “Estrelinhas” – Por Welson Gasparini

 

Devido compromissos inadiáveis como deputado, na Assembleia Legislativa, não pude, como gostaria, participar da solenidade de lançamento, no Centro de Eventos do Ribeirãoshopping, da ação “Estrelinhas”, um projeto social visando garantir serviços funerários gratuitos às famílias que perderem entes queridos menores de dez anos na área de atuação da Rede Ideal de Assistência Familiar envolvendo Ribeirão Preto e mais 32 cidades dos estados de São Paulo e Minas Gerais. Fui representado pelo meu filho, o vereador Mauricio Gasparini que, meu nome, parabenizou os responsáveis por essa notável iniciativa: o Francisco Jorge Rosa Filho, sua irmã Margareth Rosa e Pedro Rosa, filho do Francisco. Trata-se de uma família- já tendo representantes da terceira geração – de tradição em atos de solidariedade humana: dá continuidade, assim, ao legado de Francisco Jorge Rosa quando fundou, há mais de 50 anos, a Funerária Campos Elíseos.

O encontro contou com a presença de autoridades, representantes de entidades assistenciais, convidados, a diretoria e colaboradores daquela Rede. Durante sua realização foi assinado um termo de compromisso público, registrado em cartório, firmando o comprometimento com a população dentro do objetivo de confortar e amenizar o sofrimento de famílias diante da delicada situação representada pela morte de uma criança.

A ideia de Francisco Rosa - que já há muitos anos apoiava famílias nessa condição – era fazer algo maior, com acesso a todos, indistintamente. Quando uma criança parte, o sentimento é intenso pois representa o inverso da vida. É meta dele, assim, transformar o “Estrelinhas” numa onda, chegando a todos e ganhando novas fronteiras não apenas em São Paulo e Minas mas em todos os rincões brasileiros. Conforme frase do escritor Niall Ferguson – citado na oportunidade pelo prefeito Duarte Nogueira –“Temos de aprender muito não só com aqueles que estão ao nosso lado, mas também com aqueles que já se foram”. Quando acontece, assim, um falecimento prematuro (..não natural) todo apoio e carinho deve ser proporcionado aos pais e familiares.

Conforme sublinhou o executivo Pedro Rosa há, nessa iniciativa, um compromisso com a vida e, assim, cada um deve fazer sua parte na construção de um mundo mais justo e humano. Essa contribuição solidária pode ser dada, até mesmo, de forma individual. A ação “Estrelinhas”, eis outro aspecto significativo, é aberta a toda população, não necessitando de qualquer cadastro ou agendamento; confirmado o óbito, a empresa cuidará dos papéis e dará toda a orientação burocrática.

 

Acho muito importante o apoio a esse tipo de iniciativas, sejam elas públicas ou privadas. Sempre deve haver lugar para ações solidárias, principalmente num mundo tão conturbado no qual vivemos onde as pessoas cada vez se isolam mais diante da violência presente tanto nas cidades quanto nos campos (Welson Gasparini é deputado estadual (PSDB), advogado e ex-prefeito de Ribeirão Preto)

    Deixe o seu comentário:
Avaliar:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Resultado da Avaliação:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
0