Menu do site
Editorias
Serviços

Energia

30/08/2013 - 07:14:23 - Versão para impressão

No leilão de energia A-5 sete térmicas a bagaço de cana vendem a R$ 127 o MWh


O destaque do leilão foram as oito pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) e as nove térmicas a biomassa - duas movidas a cavaco de madeira e sete a bagaço de cana. A energia das PCHs leiloadas, que totalizam uma capacidade instalada de 173,5 MW, foi vendida por R$ 127 por MWh, com um deságio de 9,2% sobre o preço-teto. A energia das térmicas a cavaco de madeira foi comercializada por R$ 137 por MWh e a energia das térmicas a bagaço de cana por R$ 134 por MWh. O preço teto era de R$ 140 para todas essas usinas.
O leilão foi elogiado pelo presidente Associação Brasileira de Energia Limpa (Abragel), Charles Lenzi, que defende as PCHs. Segundo ele, o setor respondeu aos incentivos do BNDES, que melhorou os financiamentos, e ao preço-teto mais alto. A indústria de PCHs também leva agora uma vantagem em relação às térmicas e mesmo às eólicas, que estão mais expostas ao dólar. No caso das hidrelétricas, 45% dos custos referem-se à obra, e apenas 35% aos equipamentos (Valor, 30/8/13)

Notícias da mesma editoria

Parceiros

Clipping Brasilagro

Receba diariamente no seu e-mail o nosso clipping de notícias

Guia de Fornecedores

Os principais fornecedores do setor estão aqui. Confira!

Parceiro Técnico